Selênio

O selênio é um mineral essencial para o corpo humano, desempenhando uma variedade de funções importantes. Aqui está uma visão geral dos benefícios, potenciais malefícios de um déficit, alimentos ricos em selênio, quantidade mínima diária recomendada e valores de referência no sangue:

BENEFÍCIOS DO SELÊNIO

Antioxidante

O selênio é um componente essencial de várias enzimas antioxidantes no corpo, ajudando a combater os danos causados pelos radicais livres e protegendo as células contra o estresse oxidativo.

Saúde da Tireoide

Desempenha um papel importante na função da tireoide, ajudando a regular a produção e o metabolismo dos hormônios tireoidianos.

Saúde Imunológica

Contribui para a função imunológica saudável, ajudando o corpo a combater infecções e doenças.

Saúde Reprodutiva

É importante para a saúde reprodutiva masculina e feminina, incluindo a produção de esperma e a saúde do útero.

Saúde Cardiovascular

Pode estar associado a um menor risco de doenças cardiovasculares, ajudando a reduzir a inflamação e proteger contra danos nos vasos sanguíneos.

Saúde Cognitiva

Alguns estudos sugerem que o selênio pode ter benefícios para a função cognitiva e proteger contra o declínio cognitivo relacionado à idade.

Saúde da Pele

Desempenha um papel na saúde da pele, ajudando a manter sua integridade e protegendo contra danos causados pelo sol.

POTENCIAIS MALEFÍCIOS DE UM DÉFICIT DE SELÊNIO

Comprometimento da Função Tireoidiana

Um déficit de selênio pode afetar a função da tireoide, levando a distúrbios como hipotireoidismo.

Aumento do Risco de Doenças Cardiovasculares

Níveis inadequados de selênio podem estar associados a um maior risco de doenças cardiovasculares, incluindo doença arterial coronariana.

Comprometimento do Sistema Imunológico

Pode resultar em um sistema imunológico enfraquecido, aumentando a suscetibilidade a infecções e doenças.

Problemas Reprodutivos

Pode afetar a saúde reprodutiva, incluindo a fertilidade masculina e feminina.

Aumento do Risco de Câncer

Alguns estudos sugerem uma ligação entre níveis baixos de selênio e um maior risco de certos tipos de câncer, embora mais pesquisas sejam necessárias para confirmar essa associação.

ALIMENTOS RICOS EM SELÊNIO

QUANTIDADE MÍNIMA DIÁRIA E VALORES DE REFERÊNCIA NO SANGUE

A quantidade mínima diária recomendada de selênio pode variar dependendo da idade, sexo e estado fisiológico. Em geral, a ingestão diária recomendada varia de 55 a 70 microgramas para adultos. Os valores de referência para os níveis de selênio no sangue geralmente variam entre 70 e 150 microgramas por litro (mcg/L). É importante consumir uma dieta equilibrada que inclua alimentos ricos em selênio para atender às necessidades nutricionais adequadas e evitar deficiências. Se houver preocupações com os níveis de selênio, é sempre recomendável consultar um profissional de saúde para avaliação e orientação adequadas.

Leia também